Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Hollandices

Temos que evitar Hollandices. Parece que a experiência francesa não foi suficiente e lá vamos nós mais uma vez dar lições ao mundo. A ANA, agora nas mãos privadas da VINCI francesa, não vai em OTAS nem em Alcochetes que custam milhões. Anda em reuniões com a Força Aérea e com a câmara do Montijo a relançar a sensata solução PORTELA+1 .

O presidente da câmara diz que está de acordo mas só como "solução provisória" porque é preciso não esquecer o "HUB" de Lisboa e a visão sobre o outro lado do Atlântico. Reparem bem no argumento. Vamos gastar milhões num novo e gigantesco aeroporto mas sem controlar variável nenhuma. Os espanhóis estão de acordo que o HUB, aqui na Península Ibérica, fique em Lisboa e não em Madrid ? E se não estão ( como é óbvio) que argumentos temos nós ? Somos maiores, mais ricos, temos mais gente, mais passageiros e mais aviões ?

E os passageiros brasileiros e angolanos vão exigir voar para Lisboa e não para Madrid ? E todos os outros passageiros das américas ? Até podem exigir mas como é que nós controlamos essa decisão depois de termos o novo aeroporto e investido os milhões se nada tivermos para a troca?

Ter um aeroporto dentro da cidade é um grande argumento, para os que têm pressa e para os que têm no lombo dez ou mais horas de viagem. E para o Montijo vão os "low cost" que esses não têm pressa nem dez horas de viagem. Mas não, temos que ter o "hub “O novo aeroporto no Campo de Tiro de Alcochete é estratégico e tem uma importância muito grande para que Portugal se possa afirmar como uma plataforma atlântica de ligação aos Estados Unidos. Acredito nesta solução, mas também me agrada uma solução provisória na base aérea” . Isto não diz nada mas é lindo...

Entretanto cá andamos nós a trabalhar para o HUB em Lisboa