Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Há medicamentos que não são fornecidos aos privados - o ataque à liberdade de escolha

É mais um passo na degradação do sistema . Há medicamentos para a doença de Chron que não são fornecidos aos privados.

Há sinais de degradação do sistema que conseguem ir rompendo a cortina de silêncio imposta pelas corporações beneficiadas com o actual arranjo governativo, corporações essas que cada vez mais dividem os portugueses entre os seus e os outros. Neste momento temos medicamentos que estão vedados a doentes seguidos no privado. Note-se que o problema não é não serem menos comparticipados para quem e seguido no privado: é serem vedados, pois uma portaria do Ministério da Saúde impõe que os medicamentos para a doença de Chron sejam prescritos “apenas por médicos especialistas em gastroenterologia dos estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”. Poupança de recursos? Certamente que aqueles que usam este argumento nunca se confrontaram com o argumento ouvido nas farmácias hospitalares “vai levar na mesma o medicamento apesar de ter lá em casa porque caso contrário para o ano dão-nos menos”. Não é uma questão de poupar recursos mas sim de atacar a liberdade de escolha.