Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Fraude eleitoral na Bolívia acusam movimentos da sociedade civil

As Forças Armadas Bolivianas vieram depois numa tentativa de esvaziar os protestos da sociedade civil. Não foi ao contrário. Evo Morales era o foco da contestação.

A Bolívia sofre uma grave crise desde a proclamação de Evo Morales como Presidente para um quarto mandato consecutivo nas eleições de 20 de outubro, uma vez que a oposição e os movimentos da sociedade civil alegam que houve fraude eleitoral.

Evo Morales renunciou ao cargo de Presidente da República da Bolívia no domingo, após quase 14 anos no poder, numa declaração transmitida pela televisão do país. Morales demitiu-se depois de os chefes das Forças Armadas e da polícia da Bolívia terem exigido que abandonasse o cargo

Na América Latina quem chega ao poder não quer largar o osso.