Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Felizmente, pertencemos à União Europeia

Porque em Portugal não podemos esperar que o governo faça o que tem que ser feito.

Quando a crise pandémica chegou em Fevereiro, a banca europeia estava ainda bastante abaixo da sua rendibilidade histórica, com muito do legado da anterior crise ainda não totalmente resolvido.

 

Neste contexto e com a perspectiva cada vez mais real do que já está em desenvolvimento nas economias europeias, a atenção de "policy makers" e reguladores ao sector financeiro deverá, para bem de todos, ser mais produtiva, atempada e eficaz do que na crise precedente. Falo da Europa, pois em Portugal esta discussão será impossível. Felizmente, pertencemos à União Europeia.

1 comentário

Comentar post