Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Entre derrotas e vitórias a esquerda perdeu 30 000 votos

O "socialismo da estagnação" vai continuar entre derrotas e vitórias.

A CDU perdeu cinco deputados e mais de 100 mil votos. O BE manteve os deputados mas perdeu mais de 50 mil votos. O PS terá pelo menos mais 20 deputados (provavelmente 22, com a emigração) e obtém mais cerca de 120 mil votos. Mas esta vitória do PS é um problema.

O fraco desempenho do PCP, mas também do BE, retiram-lhes força na negociação e desincentiva-os ainda mais a chegar a acordos que já vinham sendo difíceis de alcançar no último ano e meio.O PCP há muito que anunciava a retirada mas o BE dizia que estava preparado para governar.

O PS não conseguiu a maioria absoluta e tudo indica que irá governar à bolina e não, não levará o BE para o governo. Basta olhar para a vizinha Espanha onde o PSOE não deixa que o PODEMOS(irmão gémeo do Bloco)seja parceiro governamental.

Partidos anti-Europa e anti-Euro não se levam para a cama

71576838_10156637640651931_5044378396969140224_n.j

João Miguel Tavares: "O PS ganhou 150 mil, mas o Bloco, que começou a noite eleitoral em clima de festa, perdeu 50 mil votos, e a CDU perdeu mais 115 mil. Conclusão: a chamada Geringonça teve menos votos em 2019 do que em 2015. Portanto, o modelo de governação que alegadamente tinha satisfeito tanto os portugueses ao longo dos últimos quatro anos perdeu eleitores em relação a 2015, quando ninguém sabia que ele iria existir."

publico.pt
 
O peso do anti-sistema dentro do sistema mais do que quadruplicou em menos de duas décadas – e esta é a verdadeira notícia destas eleições.

 

1 comentário

Comentar post