Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

É o sector privado que suporta o sector público

Há quem não perceba esta coisa fundamental. Sem um sector privado suficientemente forte para suportar o sector público resta recorrer à dívida e ou pedinchar subsídios. A UE em subsídios faz entrar em Portugal até 2020, 16 milhões de euros por dia.

"O peso do sector público em Portugal está a matar lentamente o peso do sector privado".

E isso "vê-se nos impostos, não vale a pena fugir a isso. Aqui [na Colômbia] é ao contrário, vê-se o Estado muito mais a acreditar no sector privado, a acreditar que o sector é o motor da grande economia. E em Portugal o sentimento não é esse", acrescentou.

Isso é "prejudicial para quem acredita que o investimento pode ter o seu retorno e pode ao mesmo tempo criar uma coisa diferente", afirmou o gestor.

"É visível na carga de impostos que as pessoas têm, que as empresas sentem", apontou Pedro Soares dos Santos, que defendeu que "o sector privado tem de ser sempre superior ao sector público para poder, com os seus impostos, suportar o sector público"

Nos países onde o estado abafa o sector privado só há miséria como se vê em todos os países ditos socialistas. Não há um único caso feliz.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.