Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

É "energético" saber a verdade

Dezoito gestores fizeram chegar uma carta ao governo no sentido de este aprofundar os cortes nas rendas excessivas da energia. O governo responde assim: " Segundo o governante, foram feitos "cortes" nas áreas de "cogeração, eólicas, CMEC [custos de manutenção do equilíbrio contratual], garantias de potência, mini-hídricas, remuneração de terrenos hídricos, distorções no mercado de serviços de sistema, centrais a carvão".

Os "cortes" asseguram, segundo o executivo, a redução da dívida tarifária, atualmente "superior a 4,4 mil milhões de euros", para "cerca de 600 milhões" até 2020, e do défice tarifário, para "uma situação de equilíbrio e, eventualmente, de superavit tarifário", a partir de 2015."

É importante conhecer os argumentos apresentados na tal carta para nos livrarmos desta sensação incómoda de que estamos a ser roubados.