Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

É assim que se melhora o SNS

A explicação dada pelos utentes é a agitação permanente nos hospitais públicos onde, segundo a capa do DN, faltam todos os meses 14% dos profissionais. Os mesmos que fazem greve por falta de profissionais. É, claro, que se percebe bem porque há partidos e corporações que se batem pelo monopólio público, quer seja na saúde ou na educação. Com concorrência e direito de escolha por parte das famílias vingam os melhores e isso não interessa. É o maior perigo para o corporativismo.

Ainda hoje a greve dos enfermeiros no Algarve circunscreveu-se aos hospitais e centros de saúde públicos. O sector privado esteve a trabalhar em pleno. Um utente que hoje, ansioso, bateu com a cara nas portas fechadas de um hospital público e se socorreu de um hospital privado, para socorrer um filho, nunca mais esquecerá. Não quero nem nunca quis que o estado se retire dos sectores de actividade mais importantes, mas nunca como "player" único. O monopólio é tão mau no sector privado como no público.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.