Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

É a economia, António

Distribuir, redistribuir , é tudo muito bonito mas não resolve problema nenhum relevante até porque é feito a favor de alguns e com o aumento de impostos de todos. O dinheiro é o mesmo só circula . A verdadeira mudança, a que pode resolver problemas é criar mais riqueza, por a economia a crescer. Ora isso é de uma pobreza franciscana . E os credores não vão em cantigas. Olhe-se para o comportamento dos juros.

JUROS DA DÍVIDA

 

  1.       Esta é, muito provavelmente, o tema mais delicado da situação financeira de Portugal. E, todavia, uma grande parte dos responsáveis políticos, a começar no Governo, continua a desvalorizar este assunto. Apesar de, ainda esta semana, os juros da dívida a 10 anos terem ultrapassado, de novo, a fasquia mítica dos 4%.

 

  1.       A verdade é que no espaço de um ano, um ano apenas, os juros da dívida portuguesa se agravaram de forma muito significativa. Vejamos só dois exemplos:

a)      Se compararmos a primeira emissão de dívida a 10 anos, realizada em Janeiro de 2016, com a primeira de 2017, a conclusão é clara e preocupante – o custo do nosso financiamento agravou-se em 43%

b)      Se compararmos, no mesmo espaço de um ano, o nosso diferencial para a Alemanha, a conclusão é também perigosa – em 2016, Portugal pagava juros 5 vezes mais caros que a Alemanha; em 2017, passámos a pagar juros 8,5 vezes mais caros. Num ano deixámos agravar a situação.

 

  1.       Tudo isto porquê? Sobretudo por duas razões:

a)      Baixo crescimento económico;

b)      Os elevados valores da nossa dívida em geral e da nossa dívida pública em particular.

c)      Ou seja, enquanto continuarmos com um crescimento anémico, estaremos sempre no fio da navalha.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 08:50:

2 anos… 5 anos… 10 anos

Portugal

30/01……0,033…2,162….4,199

27/01……0,017…2,091….4,107

Grécia

30/01……7,512….n disp….7,133

27/01……7,433….n disp….7,106

Irlanda

30/01…..-0,474….0,163…..1,210

27/01…..-0,470….0,128…..1,150

Itália

30/01……0,020….0,937……2,296

27/01…..-0,006….0,861……2,221

Espanha

30/01…..-0,267….0,358……1,625

27/01…..-0,278….0,309……1,578

Fonte: Bloomberg Valores de ‘bid’ (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

 

9 comentários

Comentar post