Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

DesTAPar os olhos

Hoje, com a venda da TAP, os contribuintes portugueses livraram-se de uma pesada dívida que teriam de pagar. Desde 1997, na era de Guterres, que os governos deixaram que a dívida se acumulasse a ponto de a companhia se ver obrigada a vender aviões que ainda está a pagar em leasing para pagar salários. A frota está envelhecida e não há dinheiro para a renovar.

Foi contra a opinião de António Costa e de toda a oposição que um consórcio privado - com um português em maioria - garantiu a pesada herança e se comprometeu a meter lá o seu dinheiro, tudo porque sabe do negócio e reúne condições estratégicas para converter uma companhia em falência técnica numa empresa próspera.

É disto que se trata. Deixem-se de "companhias de bandeira" - que já ninguém tem - e de "centros de decisão nacionais" porque já todos temos experiência suficiente para perceber no que isso dá. Hoje é um dia bom para os contribuintes portugueses.