Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Crescimento robusto do emprego

Todas as instituições apontam para um crescimento sólido da economia para 2015/2016/2017. Três anos com um crescimento à volta dos 2% é coisa nunca vista em Portugal. Mas para mim a surpresa mais positiva é a previsão do  crescimento do consumo das famílias induzido por um  forte crescimento do emprego.

"O consumo privado vai continuar a beneficiar da baixa taxa de inflação, crescimento sólido do emprego e condições financeiras mais favoráveis, enquanto o euro mais fraco deverá impulsionar as exportações"

A confirmarem-se estas previsões, Portugal crescerá acima da Zona Euro nos dois anos, já que o Citi antecipa que o PIB de Portugal vai crescer 1,9% este ano e 2,1% em 2016. O Banco de Portugal elevou ontem a estimativa para o crescimento do PIB de Portugal este ano, para 1,7%.

O Citi estima que o "rácio da dívida pública deverá começar a recuar em 2015 (depois de atingir um pico de 130% em 2014), ainda que o défice orçamental vai provavelmente ficar acima da meta de 2,7% do PIB".