Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Com as pernas a tremer lembro que foi o Estado que extinguiu a ferrovia

Excelência

Tal como V. lembra foram os sucessivos governos que quase extinguiram a ferrovia e, consequentemente, os comboios. As empresas que tinham como mercado a ferrovia extinguiram-se ou mudaram de mercado . O tal foco empresarial.

Só o Estado pode reabrir o mercado apostando nos comboios agora que descobriu que os outros países (benza-os Deus, tão pouco sabem) nunca deixaram de apostar na ferrovia. Como forma de incentivar o transporte colectivo, mais barato, mais rápido, mais seguro e mais ecológico.

Diz V. que nos USA foi o estado que desenvolveu a NASA. Sim, segundo o modelo capitalista, o estado traçou objectivos, reuniu dinheiro dos impostos, juntou engenheiros e cientistas, matemáticos, informáticos e astronautas e deixou a empresa trabalhar.

E, chegou primeiro com homens à Lua único país a conseguir tal feito. Os países socialistas de que V. é camarada andam agora 50 anos depois a chegar lá perto. Saberá também que depois do primeiro é uma questão de dinheiro. A física, a matemática a tecnologia, a informática até já andam por aí na internet.

Lembro pois a V. que o melhor mesmo é dar garantias que a ferrovia vai ser ressuscitada para que o mercado possa funcionar. E as empresas privadas vão surgir com tecnologias avançadas, com mais qualidade e a preços bem mais competitivos. 

Nestas alturas quando algum representante do estado comunica que vai ser "Player" ( é só para armar ao pingarelho) lembro-me logo dos Estaleiros de Viana do Castelo e do funeral que o Estado e a Autarquia lhes fizeram.

E fico com as pernas a tremer...

 

2 comentários

Comentar post