Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Cerca de 70% dos franceses são a favor da permanência na UE

O candidato Macron não pode nem deve prometer outra coisa. O seu objectivo é reformar a França e com ela reformar a União Europeia.

Aliás, tudo o que se pede a todos os que estão na Europa é ajudar a fazer uma série de reformas que a crise mostrou serem incontornáveis.

Os que são contra a Europa não a querem reformar querem acabar com ela. É o caso de Le Pen e da extrema esquerda. Não pode haver maior distância.

Embora se assuma como “pró-europeu", tendo defendido “constantemente, ao longo da corrida eleitoral, o ideal europeu, assim como as políticas da União Europeia”, por acreditar que “são extremamente importantes para os franceses e para o lugar do país num mundo globalizado”, Macron diz que é “necessário encararar a atual situação da Europa e ouvir o povo francês, que se tem mostrado muito zangado e impaciente” face à “disfuncionalidade da UE, que deixou de ser sustentável”.

Marine Le Pen tenta suavizar discurso anti- europeu : As declarações da candidata da Frente Nacional à presidência francesa demonstram, segundo alguns analistas, o quão está agora empenhada em “suavizar o discurso anti-euro” que teve até aqui, de modo a conquistar uma parte da direita conservadora que continua a escapar-lhe das mãos — Le Pen chegou a defender uma saída da França do projecto europeu, um Frexit, no espaça de seis meses. Um estudo recente, citado pela Lusa, mostra que cerca de 70% dos franceses são a favor da permanência na moeda única.