Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Catorze deputados do PS não votaram em Carlos César

O governo de Passos Coelho não está disponível para se manter em gestão. O PS+PC+BE devem ser chamados e assumir as suas responsabilidades.

Há já evidentes diferenças entre os partidos e os sindicatos. O que era para ser devolvido em dois anos pelo PS passou  a ser devolvido totalmente em 2016 pela mão do BE e a CGTP já fala num aumento de salário mínimo de 600 euros. Os patrões agitam-se com semelhante hipótese chamando-lhe "utopias ".

Recordando que houve 14 deputados do PS que não votaram pela eleição de Carlos César como líder parlamentar do PS, afirma que "se o acordo à esquerda tiver uma amplitude de tal modo perigosa para o país, quero pensar que esses deputados pensem duas vezes antes de votar a queda do governo" afirma Fernando Negrão.

E as medidas que exigem tratamento legal autónomo do orçamento separa socialistas e bloquistas. Pode ser a primeira guerra.  Do PCP não se ouve falar na altura própria apresenta a factura e a CGTP vai abrindo caminho.

Vamos pagar tudo isto com um segundo resgate.