Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Brexit : o Reino Unido vai voltar

A geração jovem no RU votou a favor da permanência na UE. Vai voltar .

"A minha mãe era alemã. O meu pai era britânico. Eram crianças durante a guerra, conheceram-se em Malta e casaram. É este o sonho europeu. De paz e segurança na Europa e as famílias a unir-se. O meu filho tem 18 anos e ele sempre foi europeu. Então, estamos absolutamente arrasados", confessou numa conversa com o DN, em Bruxelas.

Mas a antiga eurodeputada trabalhista eleita no País de Gales faz também uma análise racional sobre o significado do Brexit. "Para o País de Gales, estamos a sair da maior zona de livre comércio do mundo. Não faz sentido economicamente", afirma, lembrando que "o País de Gales é um beneficiário líquido da UE", e por isso, "não faz sentido" saírem, pois vão "perder muito".

"No País de Gales, na Escócia e na Irlanda do Norte, existem movimentos separatistas", diz ela, que vem de uma região do país em que esses movimentos existem, mas "não tanto como em outras partes do Reino Unido, especialmente na Escócia".

Outra das consequências do Brexit é o crescente número de associações locais de matriz pró-europeia. E, a partir deste sábado, "dia 1 de fevereiro, vão transformar-se em grupos a favor da readesão e poderão progredir, confiantes como grupo para readmissão [na União Europeia], principalmente para a geração mais jovem".

 

2 comentários

Comentar post