Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Bem vindos aos tempos do empobrecimento

Como dizia Einstein na sua definição de estupidez: "insistir em fazer sempre a mesma coisa, e ficar à espera de resultados diferentes".

Após mais 4 anos de socialismo, o regresso aos mesmos resultados de sempre. Depois de termos conseguido equilibrar e passar para uma posição de superavits na Balança Comercial e na Balança externa, e reduzir o endividamento global da economia, durante o governo de Passos Coelho, 3 dos principais indicadores da saúde económica de uma nação, eis-nos de regresso aos deficits externos e ao sistemático e contínuo endividamento da economia e do país como um todo.

Para simplificar, já nem as receitas das nossas exportações somadas às receitas dos turistas, às remessas dos nossos imigrantes, e as entradas dos milhares de milhões do fundos da UE, são suficientes para conseguir tapar o buraco das despesas externas (importações) e da despesa interna (consumo privado e despesa pública), para o qual o actual governo nos conduziu, uma vez mais.

Estes são os únicos resultados possíveis, face às políticas que têm andado a ser seguidas pelo actual governo. Em 4 anos, o actual governo destruiu e desbaratou tudo o que de positivo tinha sido alcançado, com muito esforço, na balança comercial, e nas contas externas.

Sejam bem vindos ao regresso dos tempos do empobrecimento de toda uma nação e do regresso ao caminho para um futuro de miséria. Miséria para os actuais portugueses, e para as gerações futuras.