Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Até para chegar a 1,2% a economia tem que acelerar

No Orçamento está previsto um crescimento de 1,8% que todas as instituições financeiras já negaram. Todas reviram em baixa e agora o mais certo é que o crescimento não chegue à previsão menos optimista.

Apesar de o crescimento do consumo interno estar em linha com o previsto os maus ventos vêm das exportações a tal treta da Catarina Martins. Já sabíamos há muito que o consumo interno não chega e que sem contas externas positivas não vamos lá. Nenhuma surpresa, pois.

Mas o ministro das Finanças diz que mesmo para chegar a um crescimento anual de 1,2%, será “necessário alguma aceleração da atividade económica ao longo do ano”. As previsões oficiais que constam no Orçamento do Estado para 2016 apontam para um crescimento de 1,8%. Mas Centeno deixa claro: “já nem falo em 1,8%” — e a referência a 1,2% deve-se ao facto de esta ser a previsão mais baixa que existe para a Portugal (OCDE).

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.