Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

As 35 horas - um oportunismo que não olhou a meios para manter o poder

A despesa pública a aumentar e os serviços no SNS a degradarem-se.

No fundo, o facilitismo e a mediocridade que temos visto desde novembro de 2015. Primeiro era tudo fácil. Que as dificuldades só tinham começado em 2011 porque havia uns tipos maus que gostavam da “austeridade”. Ignorando que desde 2010 José Sócrates vinha conduzindo uma política de austeridade (os chamados “PEC2 e PE3”) para corrigir os erros da política económica até 2010.

O início do mandato deste governo foi assim pautado por um oportunismo que não olhou a meios para manter o poder. Tudo foi feito em 2016 para garantir que a “geringonça” se mantinha no poder. O ténue crescimento económico e a redução dos juros via BCE foram usados para manter o governo e garantir o poder a António Costa. Mesmo sabendo que essas decisões hipotecavam o futuro. Mesmo sabendo que na próxima recessão as Finanças Públicas não aguentarão esse embate. Mesmo sabendo que as decisões estavam a piorar todos os serviços do Estado. Não apenas a Saúde, mas também a educação, as infraestruturas, a Defesa, entre outras.

2 comentários

Comentar post