Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Acordo à esquerda não serve o país

acordo serve para dar a oportunidade ao PS de governar e está muito para além da margem de manobra de que o país dispõe. Os economistas que foram a Belém uns explicitamente outros nas entrelinhas são unânimes na recusa do acordo.

Para Augusto Mateus, o crescimento económico não resulta "do aumento do consumo", mas sim da "da internacionalização da economia e da adopção de novos factores competitivos". A seguir a essa internacionalização, "tem que haver mais rendimento e consumo que vai desenvolver a qualidade de vida das pessoas, mas que é uma consequência da economia".

Ou seja, "é errado colocar o mercado interno como chave do nosso crescimento; a chave é investir na internacionalização e em novos factores competitivos, daí ser absolutamente crucial a política económica" no próximo Governo.

Ainda assim, um Governo, mesmo que do PS, "terá sempre legitimidade democrática. Teremos sempre um governo legítimo", antecipa. Mesmo que seja um Governo de gestão, infere-se.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.