Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A saúde está primeiro, o défice e a dívida só depois

Abrir os cordões à bolsa é o necessário. A UE já aprovou 25 mil milhões de euros para apoiar as medidas de suporte aos países. Os bancos devem apoiar as empresas em dificuldades. Empregados devem gozar férias agora e trabalharem quando a retoma voltar. Os Estados devem voltar à flexisegurança pagando 80% do vencimento a quem ficar em casa por infecção ou por Lay-out. ( 60% a SS e 20% as empresas)

Transformar a China na origem das cadeias de produção para beneficiar do dumping social foi um erro crasso que só a ganância explica. Já há algum tempo que a situação estava em reversão mas a tendência é agora imparável. O Trump - burro - já tinha advertido que o poder da China era controlar os mercados ocidentais.

Pode ser que a recessão seja curta e que a recuperação seja rápida mas parece que a tempestade perfeita - crise económica e crise na saúde pública - está aí. Portugal está em muita má situação com dívida elevadíssima e crescimento débil.

Bem andou Centeno por apresentar um supéravite. Tem agora uma boa almofada para responder às necessidades de tesouraria nos próximos meses. E a dívida a subir desta vez por boas razões.

Eleições antecipadas são agora um cenário muito provável para um governo minoritário.

1 comentário

Comentar post