Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A nacionalização do BPN é uma lição desastrosa

Os mesmos de sempre que vêem na nacionalização a solução para todas as coisas, deviam reflectir sobre a nacionalização do BPN e a factura que ainda estamos a pagar. Era sistémico, diziam os colectivistas para forçar a nacionalização ( representava cerca de 2% do mercado mas o argumento era esse) e custaria no máximo 400 milhões. Na última vez que ouvimos falar do BPN a factura já ia nos 7 mil milhões. Calcule-se, então, a nacionalização de um Banco que representa 18% do mercado . E, pior, tem tudo para dar errado.

 

  • Porque há o risco sério de um novo BPN. Há 9 anos quase toda a gente achou bem nacionalizar o BPN. E quase toda a gente achava que não tinha prejuízo para os contribuintes. Nove anos depois, a factura é pesadíssima e ainda não chegou ao fim. Nacionalização tem sido sinonimo de desperdício. 
  • Segundo – Nacionalizar é, financeiramente falando, igual a dar uma garantia do Estado a um comprador. Obriga o Estado a meter mais dinheiro para capitalizar o Banco, o que agrava o défice e a dívida. Sabe-se como começa, não se sabe em quanto acaba.
  • Liquidem-no !

 

3 comentários

Comentar post