Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A história da carochinha

Um dos pretendentes gastou, gastou, em presentes para agradar à carochinha que um dia ficou sem dinheiro para governar a cozinha. A carochinha, de cabeça perdida, e porta-moedas vazio correu com o pretendente.

O segundo pretendente, quando mudou lá para casa e viu que não havia dinheiro para nada, poupou, poupou, até que carochinha o trocou por um pretendente que nunca tinha visto. Logo a carochinha que tanto gosta de gastar.

O terceiro pretendente, com o porta-moedas já bem composto começou a gastar, gastar, sem que a carochinha desse por nada atarefada como estava à janela da cozinha.

E, alguns, acenavam-lhe convidando-se para o futuro banquete cujo menu é este :
"A tese de Owen Jones em "No austerity? That lie has now been nailed" é esta: a história em Portugal desde que o PS chegou ao poder no final de 2015 prova que era possível "virar a página da austeridade", demonstra que a inevitabilidade das medidas duras era uma "mentira" e que a Europa, que Portugal desafiou com uma experiência na senda do malogrado Syriza, devia "seguir a experiência portuguesa para reformular a União Europeia e travar a austeridade".

O problema fundamental deste texto – como de todas as argumentações do mesmo género que ouvimos em Portugal – está no facto de ignorar o contexto em que as decisões políticas passadas e actuais são tomadas. É um texto sem contexto. Quais eram esses contextos?

Basta ler o menu . O verdadeiro.

 

 

1 comentário

Comentar post