Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A Grécia é uma lição a seguir ( Costa dixit )

Oxalá o governo português não copie o comportamento Grego de confronto do qual saiu vencido e convencido. António Costa tem que negociar e não querer ir além do que é possível por muitas reversões que tenha prometido e executado.

A grande dúvida colocada pela Comissão Europeia é a razão pela qual a redução do défice estrutural prevista para 2016 está “muito abaixo do ajustamento recomendado pelo Conselho em julho”.

Recorde-se que a este propósito, o ministro das Finanças, Mário Centeno, disse, tanto no Conselho de ministros de quinta-feira passada, como na apresentação do esboço que fez no Ministério das Finanças no dia seguinte, que o ajustamento no saldo estrutural era “significativo”. No entanto, o esforço previsto é de apenas 0,2 pontos percentuais, quando as regras exigem que o esforço seja de pelo menos 0,5 pontos percentuais.

António Costa começou por aplaudir o comportamento do governo Grego do Syriza mas logo arrepiou caminho.