Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A esquerda falhou redondamente

Continuam sem perceber nada. Como a coisa no Brasil não está a correr como julgavam, logo imaginam anomalias astrais e explicações retorcidas. Agora a culpa é das “fake news”, é o “Sul rico contra os pobres do Nordeste”, foram os “evangélicos” e as “redes sociais”...
Tudo isto porque não suportam serem confrontados com a razão mais elementar: a esquerda falhou redondamente! Falhou na escolha dos candidatos (principalmente com Haddad, um fantoche confesso nas mãos de Lula). Falhou nas promessas de governação. E falhou, sobretudo, na desculpabilização obsessiva da corrupção endémica do PT.
Mas hoje, mais do que nunca, ser de esquerda é achar-se dono da verdade. Como todos os intolerantes de antes e depois, a esquerda atual parece ter perdido a capacidade de entender aquilo com que não concorda. Bradam contra as campanhas de difamação mas caluniam toda a gente que não pactua com as suas opções. Nunca aceitarão que Bolsonaro só passou a ser alguém por causa deles. Concretamente, por reação direta contra eles. Julgavam que para vencer um populista mal preparado e ideologicamente primário bastava insistir naquela receita estafada que dita que só um defensor de corruptos e da ditadura venezuelana pode salvar a Democracia. Nunca admitirão que se não fossem os seus próprios erros, sistematicamente repetidos, Bolsonaro não teria passado de um episódio risível e sem relevância - como devia. Mas constantemente reincidem nas mesmas asneiras. Depois, culpam todos os outros. Continuam sem perceber nada...

3 comentários

Comentar post