Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A escola pública não está a ser atacada

Corre por aí um manifesto em defesa da escola pública. Ora, a verdade, é que só precisa de ser defendido o que está a ser atacado o que não é o caso da escola pública. Trata-se de um táctica conhecida, inventa-se um inimigo ou uma ameaça para desviar a atenção do que realmente está em questão. 

E a questão é que a uma escola pública centralizada, com o estado como único prestador de ensino público, deve corresponder uma escola descentralizada, com vários modelos de financiamento e gestão e com prestadores do serviço variados e com autonomia e proximidade.

"As famílias têm a liberdade de escolher essas escolas em vez das escolas públicas. O Estado não interfere no projeto educativo dessas escolas, nem na sua gestão. Os graus conferidos por essas escolas são reconhecidos. Defender a escola pública não é, pois, pôr em causa a liberdade de ensinar e de aprender", sustenta-se no texto que é subscrito pela direção do PS.

As famílias que têm dinheiro têm liberdade para escolher boas escolas as que não têm dinheiro são obrigadas a meter os seus filhos em más escolas sem escolha possível.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.