Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A dívida é o somatório de todos os défices

E os défices resultam da despesa ser maior que a receita. Mas os que querem mais despesa são os que querem renegociar a dívida para ficar com mais margem para gastar , o que aumenta a dívida...

A dívida é a memória do comportamento da execução orçamental ao longo de muitos anos, ao contrário do défice que resulta do exercício de um só ano. Os portugueses deviam ter medo de uma dívida monstra que não para de crescer .

A dívida é o sinal mais importante do comportamento da economia e não se paga sem uma execução orçamental sustentada e sem crescimento da economia. E não, não há credores dispostos a emprestar mais dinheiro a quem anda de mão estendida a pedir e não faz o trabalho de casa.

"A divida pública é um problema grande. Nós temos mesmo que fazer diminuir a divida porque essa é que demonstra o nosso comportamento constante ao longo do tempo e os problemas estruturais que o país tem e que fez com que a divida acumulada tivesse crescido tanto", afirmou a vice-presidente do PSD.

O Banco de Portugal (BdP) divulgou hoje que a dívida pública aumentou em Março para 243,5 mil milhões de euros, crescendo 23 milhões de euros face a Fevereiro e cerca 10 mil milhões face ao mês homólogo do ano passado."

Catarina Martins já veio dizer que lançando mão da almofada financeira do Banco de Portugal podemos de imediato gastar mais.

Aumentar despesa e conter o défice implica aumentar impostos e/ou fazer fazer crescer a dívida. E ela cresce...

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.