Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A China é a última ilusão comunista

China consumiu mais cimento em dois anos que os USA em todo o século XX. Cidades fantasmas onde não vive alma viva. Planeamento central da economia, economistas Keynesianos formados nos USA à mistura com um tímido empreendorismo privado levaram a economia Chinesa a crescer direita ao abismo.

A China é uma grotesca aberração económica, cujo modelo económico simplesmente não tem semelhança a nenhum outro modelo económico já adoptado por algum outro país em algum momento da história — nem mesmo ao modelo mercantilista de estímulo às exportações originalmente criado pelo Japão, e que já se comprovou insustentável. 

O governo chinês está nas mãos de um grupo de velhos comunistas que foram criados sob o regime de Mao.  Eles acreditam em planeamento central, ainda que de uma maneira mais diluída.  Eles enviaram seus jovens mais inteligentes para estudar economia nas universidades americanas.  Esses jovens retornaram para a China keynesianos.

A economia chinesa é hoje uma mistura maluca de empreendedorismo de livre mercado, de investimentos subsidiados e dirigidos pelo Banco Central, de mercantilismo keynesiano, e de planeamento central comunista.  Trata-se de um acidente monumental que está na iminência de acontecer.

Diziam à boca pequena que iria ser a economia mais forte do mundo e que já tinha ultrapassado os USA.