Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A CGTP vai ter as suas greves nos transportes

Mil e quarenta greves se não me engano nos transportes de Lisboa e Porto. Foi a primeira cedência do PS ao PCP e ao BE. As greves de uns quantos contra os seus clientes, trabalhadores como eles mas que ganham menos e não têm alternativas.

A CGTP já tinha ameaçado que os papéis que dão apoio a este governo tinham que ter efeitos práticos. A população já começou a ganhar. Paga previamente o serviço que depois não lhe é prestado.

E lá se vão os investimentos na modernização das empresas, os milhões em indemnizações e o afastamento de grandes empresas internacionais do sector . 

Seja antes seja depois do visto do Tribunal de Contas, não é só o vencedor que tem de ser indemnizado, explicam fontes conhecedoras dos processos. Todas as empresas a concurso têm esse direito. Assim aconteceu no caso do TGV, quando os concursos foram suspensos pelo governo de Sócrates, invocando a “significativa e progressiva degradação da conjuntura económica e financeira” de Portugal.

Zita Seabra conhece bem este mundo : o PCP transformou-se de partido ideológico em partido sindical”, acrescentando que “está a jogar a sua sobrevivência”. Quanto às opções governativas, Zita Seabra acredita que vai haver problemas na execução, já que, por exemplo, “não há dinheiro” para a nacionalização dos transportes.