Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A Catarina Martins é ignorante e é atrevida

INE publica o indicador da actividade económica que estabiliza em Setembro o que vem acontecendo desde Junho. Já Catarina Martins prossegue com a sua deriva extremista e longe da verdade atribuindo o crescimento da economia à reposição dos rendimentos.

Ora, todos sabemos que o que está a puxar pela economia são as exportações e não o consumo interno. Mas para o BE a economia é como no futebol, o que é verdade hoje é falso amanhã e vice versa.

A recuperação da economia iniciou-se em 2015 com o governo de Passos Coelho e prosseguiu em 2016/7 com o actual governo como resposta às medidas da troika e ao despertar das economias europeias que são o destino das nossas exportações.

O actual governo começou por assentar a sua estratégia na procura interna tendo mudado quando percebeu o óbvio. O país é pequeno e as devoluções de rendimentos são diminutas o que conjugado não tem impacto na economia. Talvez o impacto visível sejam os 200 000 carros importados até Setembro e o aumento do crédito bancário às famílias para comprar casa. Onde é que já vimos isto ?

Mas a Catarina Martins nem sequer percebe (ou faz de conta) que o ritmo de crescimento já está a abrandar para 2018 e abrandará ainda mais em 2019. Números do governo.

Entretanto, o orçamento estoura pelas costuras sob a pressão dos grupos de interesses que suportam o BE e o PCP e o primeiro ministro anda aos zigue-zagues.

Os empresários não gostam e fazem-se ouvir . A sociedade civil continua a gemer sob o enorme aumento de impostos e Catarina tenta agora cavalgar a onda que se forma no horizonte. Quem paga tudo isto,  a reposição dos salários e os direitos, dá-se conta que é trunfo fora do baralho e não gosta. 

Mas Catarina até passa a mão pelo pêlo dos empresários. Estão a ver como o que fazemos até é bom para as empresas ?

É como o tipo que quer passar a velhinha para o outro lado da estrada embora a velhinha não queira.

""O indicador de actividade económica voltou a estabilizar em Setembro, pelo quarto mês consecutivo, interrompendo a trajectória ascendente iniciada em Agosto de 2016", adianta o INE na Síntese Económica de Conjuntura publicada esta segunda-feira."

2 comentários

Comentar post