Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A alternância é essencial à democracia

Sem alternância governativa seremos mais um país que não encontra caminhos para fazer as reformas necessárias. Nos últimos 25 anos o PS esteve 80% do tempo no poder e o país empobreceu.

Com a geringonça o governo PS não fez uma única reforma que permitisse tornar a economia mais competitiva e mais amiga do investimento. Os extremos à esquerda e à direita bloqueiam as medidas de centro esquerda e centro direita . Costa apressou-se a afastar o PCP e o BE mas já não foi a tempo. A pandemia apanhou-nos com uma dívida cavalar, um crescimento do PIB medíocre e as contas externas que tinham regressado ao positivo depois das medidas da troika voltaram ao negativo.

Os três indicadores que não deixam dúvidas. Portugal caminha para uma crise de que ainda não se conhece a dimensão. Falta a taxa de juros que o BCE tem mantido em níveis historicamente baixos  para que a tempestade seja perfeita.

Mas não é altura para Marcelo mudar o governo. Deve ser mais exigente mas é tempo de deixar Costa mostrar o que vale numa situação em que é o principal culpado.

E vamos ver se alguma austeridade tão mal vista de Passos Coelho não entrará no menu . É que não é por acaso que os salários são os mais baixos da UE, as pensões são miseráveis e o SNS abana sem investimento.

E é também por isso que o PSD não deve deixar-se aprisionar por extremismos embora não deva também cair na ratoeira de afastar apoios que lhe são necessários para governar.

Eternizar o PS no poder seria uma calamidade que ameaçaria a Democracia.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.