Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A Alemanha mantem o Euro forte o que prejudica os outros países

É preciso que a Alemanha compre mais aos países da Europa. As suas exportações são bem superiores às suas importações. O seu supéravite tem sido objecto de discussões ao nível da Comissão Europeia para que não seja superior a 6% do PIB. A Alemanha tem que aumentar o consumo interno e os investimentos sem ameaçar a sua indústria exportadora. É preciso ver o perigo das suas contas credoras nos países para onde exporta. Desde 1990 que o país já perdeu cerca de 400 mil milhões de euros nos seus recebimentos no estrangeiro.

Desburocratizar e ter um mercado mais liberalizado para impulsionar as start - ups e com isso criar postos de trabalho. Mas não é solução "enfraquecer o mais forte porque isso não fortalece os mais fracos". Os outros países devem, eles próprios, melhorarem a sua competitividade tal como fez a Alemanha. Manter estes desequilíbrios pode ser perigoso não só para a própria Alemanha mas também para a zona euro. Um euro forte prejudica, seriamente, as exportações dos outros países europeus.

É esta política que se espera que o SPD com a sua participação no governo venha a facilitar.

(Roland Berger - expresso)