Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Uma RTP melhor por menos de metade do custo

E aguenta! Um canal público que não precisa de ser igual aos privados. Com uma boa programação a dar a conhecer o país nos canais Internacional e África.

Os canais Internacional e África serão remodelados para, além da ligação às comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e da cooperação entre os países que falam português, assegurarem a “promoção económica e cultural de Portugal e da língua portuguesa no estrangeiro”.

Até ao final deste ano entrarão em vigor os novos contratos de concessão e estatutos, que passarão a ser as “traves mestras de uma RTP mais focada como programadora e agregadora de conteúdos audiovisuais e mais capacitada para se posicionar como o grande agente dinamizador do mercado de produção audiovisual independente”. Ou seja, o serviço público perderá, ou pelo menos diminuirá significativamente, a sua componente de produtor de conteúdos.

Anos e anos a esbanjar dinheiro, com audiências baixíssimas e sem nada que a distinguisse das privadas.