Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Esconder as cunhas e os compadrios

O governo quer publicitar os beneficiários dos apoios do estado. O que é mais que razoável. É a forma democrática de escrutínio. Se há ou não abusos, se são mesmo pessoas que necessitam. O que se sabe é que há um "negócio" de favores onde devia existir um processo transparente.

Critérios objectivos é coisa que não há.

Se não há informação como podem os preteridos contestar? Trata-se de dinheiros públicos, de casas sociais, exige-se transparência. E os contribuintes têm todo o direito de saber como estão os seus impostos a ser utilizados. É incompreensível como há quem esteja contra esta medida que o governo quer tomar, embora se adivinhe quem sejam. Os mesmos que querem um estado opaco, que vivem sentados á mesa do orçamento, que gritam contra toda a mudança, que estão nas manifestações...

Esta luta por um estado mais transparente, eficiente e justo é a luta de uma vida! "
A proposta em causa integra um diploma de âmbito mais vasto, que prevê a publicitação, no site da Inspecção-Geral de Finanças, do nome dos beneficiários quer de subsídios públicos, quer de apoios comunitários. Contra a divulgação dos apoios sociais está igualmente a Assembleia Legislativa da Madeira, que, num parecer da sua comissão permanente da administração pública, a considera inaceitável à luz do princípio de protecção e respeito da privacidade dos cidadãos.