Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A RTP vai continuar a viver de subsídios

Como já escrevi aqui, é claro que a RTP a operar no quadro que vem sendo desenhado, vai continuar a viver de subsídios. Para já a proposta é que a taxa do audiovisual paga pelos contribuintes aumente já em 2014.

E quando as relações de poder se modificarem o contribuinte vai voltar a pagar os luxos e os excessos.

Uma hipótese, com dignidade para os trabalhadores da RTP, seria receberem a taxa do audiovisual pelo serviço público ( admitindo que há serviço público ) e operarem em igualdades de circunstâncias com os outros operadores ( embora com a grande vantagem de terem assegurada a receita da taxa) e, assim, desvinculando-se da servidão do poder politico/partidário.

Mas para isso seria necessário que os trabalhadores da RTP estivessem habilitados e habituados a ganharem vencimentos e não subsídios.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.