Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Estão todos no coração dos socialistas

Não conseguiram afastar-me do coração dos socialistas diz José Sócrates. É como o corno que diz que a mulher antes de o enganar tirou a aliança e isso mostra que ela continua a amá-lo. Os socialistas vão amando-o ou detestando-o conforme as necessidades e não fazem promessas. Leiam o que dizia João Galamba :

Em 2009, o socialista João Galamba ainda se demarcava claramente das ideias, propostas e métodos da extrema-esquerda: “É uma fantasia achar que se resolve o problema da pobreza e das desigualdades criando um escalão de 45% de IRS e um imposto sobre as grandes fortunas. Os nossos problemas também não se resolvem nacionalizando a banca, os seguros e o sector energético — e muitos menos se resolvem introduzindo mecanismos de controlo administrativo e burocrático dos juros. Em tudo o que cheire a economia a solução do BE é sempre a mesma: estatismo e penalização da iniciativa privada.”

No PS o que interessa é estar no poder, a ideologia já deu frutos . O PS defensor da União Europeia, democrático e defensor de uma economia social de mercado continua nos nossos corações. Estar no coração dos socialistas ( de alguns) é outra coisa bem diferente.

 

Viver à custa de um amigo torna impensável a sua recuperação política

Ana Gomes  considera que Sócrates "está a sequestrar e a manipular o partido", que é "chocante", sem que haja "vozes morais no PS". Embora se mostre crítica da justiça pela demora no processo que envolve o ex-primeiro-ministro, a eurodeputada entende que o que já se sabe do comportamento de Sócrates - admitido pelo próprio, em particular o modo como "vivia à custa do amigo" Carlos Santos Silva - torna "impensável a sua recuperação política".

A eurodeputada insiste: "Como é possível não haver consciência moral para demarcar o PS disto?" E a sua crítica estende-se a todos os dirigentes socialistas, incluindo ao secretário-geral do partido, atual primeiro-ministro.

O PS de Costa é a continuação do PS de Sócrates, um partido de poder disposto a tudo para se manter no poder.