Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Não há golos sem erros defensivos

Tínhamos dois defesas para dois avançados na nossa área, mas nenhum deles marcou o avançado que lhe competia. A bola já vinha nas alturas e ainda Pepe estava a avisar Vieirinha para trocarem de posição. Resultado, o avançado sem oposição marcou de primeira. 

Não parece que Fernando Santos beneficie a equipa excluindo o jogar de "olhos fechados" do meio campo do Sporting. João Mário - William - Adrien - André . Moutinho não está em forma e Danilo contra equipas fechadas não desequilibra. É necessário meter velocidade naquele meio campo e isso só se faz com automatismos que o meio do campo do Sporting tem.

Nani jogou bastante bem e faz um par temível com Ronaldo assim a bola saia do meio campo rapidamente, ora pelos extremos, ora na frente em profundidade. Cada um deles teve um golo na cabeça, sendo que o guarda redes ainda está por saber como defendeu a cabeçada de Nani.

Na defesa, os centrais estiveram bem especialmente Ricardo Carvalho. Guerreiro esteve bem mas não rasgou o flanco como habitualmente . Vieirinha e Pepe falharam estrondosamente no golo adversário. Patrício ao contrário do que se previa teve que se opor com classe a várias tentativas do adversário.

Jantei com uns amigos um belo arroz de lingareiro acompanhando uns filetes no ponto. O golo adversário estragou-me a digestão. Estou a escrever esta crónica de futebol a ver se descarrego a bílis. Não, cá em casa não há violência doméstica.

O calote da CGD apresentado aos contribuintes

Toda a corporação política se cala agora sobre o calote da CGD. A direita porque teve na administração os seus boys e girls envolvidos. A esquerda, onde se inclui o PS (que também teve os seus boys e girls na Caixa ) porque tem medo de encarar o estouro do banco público como doutro banco qualquer e lá se vai o dogma que o que é público é que é bom. 

O deputado comunista Miguel Tiago já veio explicar que um inquérito parlamentar à Caixa seria " criar a ilusão que o banco público é igual aos privados". Na verdade na hora de pagar, para os contribuintes, não se vê diferença nenhuma mas o deputado é que sabe.

O calote vai à dívida vai ao défice ? É o que menos interessa, além do calote vai cair-nos em cima os juros a pagar. E não ajuda nada a sair dos défices excessivos. Se não for em 2016 será em 2017, cai-nos em cima também as sanções por incumprimento.

PCP e BE sempre tão prontos a exigirem inquéritos agora metem a viola na saco, falam pianinho. Mas porque haveria de haver milagres, sendo a natureza humana aquilo que é ?

E as instituições não viram nada nem sabem nada, só as agências de rating foram baixando o rating e avisando perante o calamor que não eram mais que aves de rapina. Viu-se !

 

Portugal não cria emprego em 2016

criação de emprego na Europa cresceu em Portugal estagnou. Tal como na economia não há como enganar.

Sem investimento não há criação de emprego e Portugal não tem dinheirro e os investidores de lá de fora não têm confiança num governo apoiado pelo PCP e BE. Quando tudo isto começou já se sabia que seria assim.

Portugal não criou emprego nos primeiros três meses do ano, revelam dados do Eurostat divulgados esta terça-feira. Portugal apresenta uma evolução de 0% na comparação com o trimestre anterior, o último de 2015. É um dos piores resultados entre os países europeus, apenas batido pela Polónia, Grécia, Letónia e Holanda, que destroem emprego face ao anterior trimestre.

Na CGD os amigos são para sempre

 É ver os principais devedores da CGD para se perceber como é o negócio. Conceder crédito a quem já era devedor duvidoso é prática corrente. E como é nossa, pública, vamos pagar.

E não vejo nesta lista os nomes de quem ajudou ao assalto do BCP com o dinheiro da CGD. O CM  avança que a situação tem como consequência a exposição de “mais de 2,3 mil milhões de euros de empréstimos em risco de não serem pagos” que o banco público concedeu. Mais uma festa .

cmamigos.jpg

 

E as vozes indignadas onde estão desta vez ?

Os indignados, os fracturantes, os defensores dos trabalhadores e desempregados, os amigos dos pobrezinhos remetem-se a um ensurdecedor silêncio. Agora a emigração já é boa. E já é natural que os professores se desloquem para os países onde há portugueses e se ensina português. E depois quem achava e continua a achar que a emigração informada é uma oportunidade era há cinco anos apelidado de reaccionário. 

“Aguardo a indignação nacional, as críticas de Mário Nogueira, da Catarina, do Jerónimo e de todos os esganiçados que por aí pululam quando as verdades são ditas por alguém do PSD. Espero que corem de vergonha, ou peçam desculpa, ou se indignem. No mínimo que sejam coerentes”, escreveu Duarte Marques, que pertence à comissão parlamentar de Educação, nas redes sociais.

 

 

capa_jornal_i_14_06_2016.jpg