Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O Novo Banco é um desentendimento sério

Mariana Mortágua já tinha avisado que se o Novo banco não fosse nacionalizado haveria um desentendimento sério entre o BE e o governo. Ora a verdade é que o governo veio hoje reafirmar que o banco é para vender até Agosto deste ano ( antecipando um ano ) ou o seu capital será disperso em bolsa. Num caso e noutro está afastada a nacionalização.

No PCP, também nem se quer ouvir falar na hipótese de venda do Novo Banco. Os comunistas anunciaram mesmo uma proposta com vista à nacionalização do banco.

Mas o ex-governante Sérgio Monteiro, que lidera o processo de venda, já está a preparar um road-show que o vai levar aos principais centros financeiros europeus e americanos com vista a encontrar comprador.

Os abanões na geringonça são diários e cada vez mais fortes.

 

Mas eles aumentam apesar de Costa

Desta vez é o imposto sobre os automóveis. Não é preciso aumentar impostos mas eles aumentam.

Na prática isto vai significar que a maioria dos veículos portugueses vai pagar mais, directa e indirectamente. Se esta proposta for aprovada, o aumento das taxas também poderá fazer subir o preço base dos veículos, por via do Imposto Automóvel e do IVA, que também são contabilizados no preço final dos veículos.

Quem não sabe nada sobre novas medidas é o primeiro ministro que não vê os riscos que a Comissão Europeia diz que existem mas, pelo sim pelo não, vai aumentando imposto atrás de imposto.

Será só o IVA que aumenta ?

O imposto sobre o IVA começa de imediato a cobrar mas o mesmo não se passa com os impostos indirectos. Não há como sair disto. Devolve salários e pensões com uma mão e retira outro tanto ou mesmo mais com a outra mão. Este é mesmo um orçamento à condição. Vamos ver como vão reagir o PCP e o BE. Mas que estão num grande entalanço.. talvez Costa lhes dê a volta.

Isto tudo ainda antes de o orçamento estar a ser executado porque nessa altura, sem almofadas ( 193 milhões nem sequer é um travesseiro quanto mais uma almofada...) o orçamento vai virar pesadelo.

jn.jpg