Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Os swaps da nossa desgraça são todos de 2005 a 2007

Como se pode ver neste vídeo os swaps foram todos constituídos antes de 2011 - entrada em funções de Maria Luis Albuquerque - e os swaps tóxicos foram efectuados entre 2008 e 2011. Maria Luís Albuquerque, enquanto directora financeira da Refer concretizou operações de Swap que são todas positivas para o estado.

O anterior governo colocou estas operações em tribunal porque considerou serem altamente lesivas para o Estado. Fez a sua obrigação e tentou defender os dinheiros públicos. Perdeu ? Quem vai à guerra dá e leva mas Deus não manda vencer manda lutar. Não podemos é agora atribuir culpas a quem tentou defender os interesses do Estado esquecendo quem fez as operações ruinosas.

E quem fez tais contratos por iniciativa do ex-secretário de estado foram as empresas públicas da CGTP : O Metropolitano de Lisboa, a Carris, o Metro do Porto e a STCP foram condenados pelo Commercial Court de Londres a reconhecer a validade de contratos swap no valor financeiro global de 1,8 mil milhões de euros celebrados com o Santander Totta.Como já ninguém emprestava dinheiro o governo Sócrates aceitou as condições leoninas impostas pelos bancos.

Que não se tape o sol com a peneira