Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Naifadas à desgarrada

O PS já admite puxar o BE para o governo. O BE desafia o PS a dizer ao que vem. O PCP diz que a Coligação perde se não obtiver pelo menos 50% dos votos como em 2011. O PS andou toda a campanha a dizer que votos à sua esquerda seriam votos perdidos porque só o PS podia ganhar. Em que ficamos ?

Carlos do Carmo ataca Maria de Belém acusando-a de se fazer candidata nas contas de António Costa. Nóvoa desapareceu em combate e ainda vai fazer muitos estragos .

"A pergunta que temos de fazer aos eleitores [do PCP e o BE] é: 'Vocês acham que com a proposta de combate à moeda unica acham que a vossa vida vai melhorar?

A campanha do líder do PS foi "muito difícil" e como se não bastasse "nas costas do secretário-geral apresentou-se uma candidatura a Belém".

É isto que à revelia da decisão do povo quer governar. Íamos longe, não ?

Pior que Seguro

É difícil fazer pior. António Costa obtém resultados abaixo dos de António José Seguro. Enquanto não abriu a boca teve um arranque fulgurante depois foi  sempre a descer.

E, cá para nós, aquela cena da facada em Seguro não caiu bem. E depois o regresso das múmias. E a seguir um programa que não conseguiu explicar. Tudo junto é um desastre.

O mau perder e o mau carácter . A ameaça que inviabilizaria a acção governativa . Querer arranjar uma golpada de última hora para ganhar onde perdeu.

Eu sei que muitas vezes se diz que por um se ganha e por um se perde. É verdade, no futebol é assim. Na política não é assim. É que a diferença faz muita diferença, na política. É que quem ganha por poucochinho é capaz de poucochinho. E o que nós temos de fazer não é poucochinho. O que nós temos de fazer é uma grande mudança" .

O seu poucochinho é tão poucochinho que até já se vê nas mãos do Bloco de Esquerda. Porca miséria .

piorqueseguro.jpg

 

Sondagens - faltava esta para todas darem vantagem à Coligação

Expresso : O partido liderado por António Costa tinha estado até esta semana sempre na dianteira nas intenções de voto registadas pela Eurosondagem. Mas na semana passada já só tinha uma vantagem de meio ponto percentual, embora na conversão de votos em mandatos a coligação conseguisse mais lugares no Parlamento que o Partido Socialista.

O cenário agora inverte-se por completo, com o PàF a conseguir entre 102 a 108 mandatos e o PS a ficar-se pelos 89 a 95. Para se conseguir uma maioria absoluta são necessários 116 mandatos na AR.

expressovantagem.jpg

 

Coligação governativa à esquerda não é viável

Trazer para o governo o BE ou e o PCP não é viável face ao fosso ideológico existente entre o PS e estes partidos.

"Às profundas diferenças doutrinárias e ideológicas (concepção da democracia, papel do mercado e do Estado na economia, integração europeia, euro, alianças internacionais, etc.) soma-se hoje o gritante fosso em matéria de contas públicas, dívida pública e contenção orçamental".

Vital Moreia explica ainda que "nenhuma aliança de governo pode compatibilizar a responsabilidade política e financeira que a permanência na UE e no euro exigem e a mais incontinente leviandade política e financeira que as propostas do PCP e do BE expõem".

Segundo o autor esta possibilidade de governo é tão malévola que só pode ter origem na direita. Ouviste Rui "LIVRE" Tavares ?

Sondagem - sem maioria absoluta e sem empate

Esta sondagem foi feita por voto em urna e não por telefone como acontece com as tracking polls.

A sondagem feita no passado fim-de-semana (26 e 27 de Setembro) e que assume como base 3.302 inquéritos válidos, confirma a tendência dos estudos de opinião diários (tracking polls) realizados nos últimos dias pela Católica e que vem atribuindo uma vantagem na casa dos cinco pontos à coligação Portugal à Frente face aos socialistas.

A Universidade Católica esclarece ainda que "o limite mínimo do intervalo da coligação (36,1% por cento) é superior ao limite máximo do PS (33,8% por cento)", o que para a equipa de inquiridores significa que esta sondagem exclui qualquer possibilidade de o PS, aquando da realização deste estudo, poder ter mais intenções de voto do que a aliança entre os partidos liderados por Passos Coelho e Paulo Portas.

sdn.jpg

 PS : DN e Jornal de Negócios

 

 

Pela mão do PS os comunistas do BE podem chegar ao poder

Quarenta anos depois o PS para não ser afastado do poder está disposto a levar os comunistas do BE para o governo .O BE de Catarina Martins e de João Semedo, não o de Louçã . O BE quer não quer a União Europeia, o Euro e o Tratado Orçamental. O PS , este PS, está disposto a ceder na matriz que separa a democracia ocidental da ditadura comunista. Mário Soares está de acordo, ele que tanto lutou para vencer Cunhal no PREC ?

"O cenário, cada vez mais real, de que Costa quer governar, perdendo as eleições, com o apoio do Bloco, mostra como o líder do PS não percebeu sequer como isso é incompatível com continuar na zona euro ".

O António Costa conciliador e moderado não é mais que um oportunista, que esconde um medíocre cheio de ambição do poder pelo poder. Que tal como fez ao seu camarada António José Seguro está disposto a recorrer a todo o tipo de golpada para atingir os seus inconfessados fins.

Os seus homens de palha já andam por aí a dizer que António Costa deve ser primeiro ministro mesmo perdendo as eleições. Cuidado, eles comem tudo e não deixam nada...

A linguagem dos politicos trapaceiros

A linguagem é esta e o assunto é um não assunto. Quem fala assim é porque não tem mais nada para dizer. A suposta trapaça vale 0,1% do défice, não daria nem para mandar cantar um qualquer Pedro Nuno Santos o tal para quem a dívida não é para pagar.

A verdadeira martelada contabilistica é esta mas no PS fazem de conta que " no pasa nada". Como se diz aqui, é uma martelada de se lhe tirar o chapéu. Mil milhões de um orçamento poucochinho quando comparado com o orçamento do estado.

Politicos trapaceiros ? Estamos conversados . Haja vergonha .

Domingo - A noite das facas longas

Francisco Assis do PS já diz que não será candidato ao lugar de António Costa. Ana Drago só não tem a certeza se a Coligação terá maioria absoluta. Afiam-se as facas . PCP e BE preparam-se para a estocada que não será fatal mas que deixará o PS por algum tempo nos cuidados intensivos.

jornal-i-20151001.jpg

 

Marteladas contabilisticas na Câmara Municipal de Lisboa em 2013

A auditoria tem dúvidas sobre as contas da Câmara de Lisboa de 2013. Mil milhões. Agora é só fazer as contas. A quanto monta o orçamento de estado e quanto representa a suposta martelada ? E a quanto monta o orçamento da Câmara de Lisboa e quanto representa a suposta martelada ?

António Costa não acerta uma que seja. Fala como se não tivesse passado ou como se tivesse sido ungido . Continua em pecado original basta passar com uma esponja de água benta e temos um politico em estado puro.

Quem tem telhados de vidro...

Pág. 13/13