Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A Catarina saltou para o colinho do "tio" Jerónimo

Perguntada sobre as diferenças entre o BE e o PCP a porta voz do BE não conseguiu arranjar uma que fosse. É preciso avisar a rapariga que todos os que fizeram isso acabaram engolidos. O último foi o Partido "Os Verdes" que rapidamente foi transformados em CDU. Antes do 25 de Abril os que tiveram coragem de fugir ao controleirismo do PCP acabaram "objectivamente na reacção ".

Atiraram-se ambos como gato a bofe, ao PS que, "objectivamente, governa à direita". E dizia a Catarina toda contente : então o PS para governar à direita precisa de um partido de esquerda ? E com isto lá se foi o que restava dos votos úteis. Efectivamente, o PCP com 10/12% dos votos e o BE com 4/6% separados, não servem para nada. Porque não se juntam se são iguais ? É que com 15/16% dos votos eram capazes de ter um número catita de deputados.

E o que têm a dizer sobre o Syriza e a Grécia ? E da saída do euro e da União Europeia ? E o que faziam depois ?

Que essas questões fazem parte de um pacote, não podem ser tratadas em separado . Esclarecidos !

O INE a manipular os dados do desemprego em 23 países

A taxa de desemprego na Zona Euro está ao nível mais baixo desde 2012. E Portugal acompanha a tendência .

O desemprego de julho, no conjunto dos 28 Estados-membros, é o mais baixo desde junho de 2011. A taxa de desemprego caiu, na comparação homóloga, em 23 Estados-membros, tendo Portugal registado o quarto maior recuo (de 14,1% em julho de 2014 para 12,2%), depois da Bulgária (de 11,5% para 9,4%), Espanha (24,3% para 22,2%) e Grécia (27,0% para 25,0% entre maio de 2014 e maio de 2015).

Ainda vamos ter a oposição a dizer que é o INE a manipular os dados em todos estes países...

Entre a firmeza de Valls e a visão de Merkel

O primeiro ministro francês defende que a Europa tem que ser firme perante a imigração ilegal . Refugiados e aqueles que procuram uma melhoria económica, não são a mesma coisa . E não se pode esquecer que os que nos procuram nem sequer são os mais pobres de todos. Esses não têm sequer dinheiro para pagar aos traficantes . Quem não é refugiado da guerra e não tem emprego tem que voltar para o seu país de origem. Não é possível à Europa absorver todos os migrantes do mundo.

Por outro lado, a Europa não pode afundar-se na xenofobia de grupos nazis . A Europa dos direitos humanos não pode ceder nos princípios democráticos e humanitários que são a sua imagem de marca . E a demografia também não pode permitir-se enxotar população jovem numa sociedade envelhecida.

A inclusão de todos, que é o que se pede à Europa,  não é o que se pede ao resto do mundo . Os campos de refugiados da ONU que existem há setenta anos, estão aí para o provar.

O Nobel da Paz para Merkel

Merkel lembra que a Europa é a casa da Democracia, do estado social e dos direitos humanos :

"Mas no meio de tanto lixo há uma grande excepção. Uma grande senhora, uma grande líder que enfrenta o problema dos refugiados de frente, com medidas corajosas que provocam o ódio dos xenófobos, nacionalistas e neonazis. Merkel, a grande senhora que manda na Alemanha há muitos anos, decidiu abrir as portas do seu país a todos os refugiados sírios e receber mais 800 mil pessoas nas suas fronteiras. A resposta dos criminosos nazis não se fez esperar, com uma vaga de atentados a centros de refugiados e insultos à mulher que relembra à Europa os seus deveres e princípios. Mas Merkel não cede e enfrenta os criminosos com coragem e determinação."

Uma bofetada sem luva de uma grande senhora.

Pág. 12/12