Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Aqui está uma boa ideia de Seguro

É uma boa ideia embora a informação não seja suficiente para avaliar na sua totalidade porque já há os suprimentos com tratamento fiscal diferencial, as prestações de capital...

A minha proposta é muito simples, é que os empréstimos dos sócios das empresas possam beneficiar das mesmas condições dos empréstimos dos bancos”, afirmou o secretário-geral do PS. António José Seguro referiu que, actualmente, “um empresário, se for pedir dinheiro a um banco, os juros desse empréstimo deduzem nos lucros da empresa, são considerados como custos, mas se um empresário colocar dinheiro seu nessa mesma empresa, isso significa que não deduz absolutamente nada”. “Ora, o que eu proponho é que, quando um sócio de uma empresa coloca dinheiro nessa mesma empresa, beneficie exactamente das mesmas condições como se fosse ao banco pedir um empréstimo bancário”, acrescentou.

Segundo o secretário-geral do PS, para além de ajudar aos problemas de tesouraria, esta medida tem outras duas vantagens: reduzir a dependência das empresas em relação ao crédito bancário e diminuir a transferência de recursos da economia para o sector financeiro.

PS : felizmente que a apreciação que se tem da livre iniciativa e do empreendorismo se está a modificar aos poucos. Houve tempo em que surgiu uma proposta no sentido que os juros pagos pelas empresas aos bancos não deviam ser considerados custos. Se pedia ao banco era porque o empresário não metia lá o dinheiro dele...