Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

As armas de Tancos apareceram à sombra de uma azinheira

Se calhar nem roubo terá havido dizia o ministro das Forças Armadas. Isto foi uma narrativa inventada pela oposição. Não passa de uma falha no inventário. Um telefonema anónimo estragou mais uma narrativa.

Mas as armas apareceram hoje, só pode ser um milagre a juntar-se aos muitos  com que o governo nos presenteia todos os dias. Não foi em Fátima mas foi na Chamusca onde também há azinheiras.

Este caso das armas de Tancos mostra, não fora as vítimas dos incêndios, ainda com mais crueza que este país não tem governação.

Atado de pés e mãos pelas exigências partidárias do PCP e do BE o governo, limita-se a fazer exercícios orçamentais para agradar aos seus apoios . Também quer agradar a Bruxelas com o mínimo possível nem que seja com cativações que deterioram o funcionamento dos serviços públicos.

E, agora, quem no governo e nos seus apoiantes quis ridicularizar o roubo de armas de guerra em Tancos não se demite ? O Estado falha novamente nas suas obrigações mais primárias . Não há dinheiro para reparar a rede do quartel nem para substituir as câmaras de vigilância.

O que restava ( poucochinho) sumiu-se para o aumento dos salários das clientelas.