Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Os trabalhadores da AutoEuropa já aceitam o que rejeitaram

Já estão a ganhar como se previa. Agora a administração da empresa nem sequer concede as condições apresentadas aos trabalhadores e rejeitadas no inicio do processo.

"Os trabalhadores não têm de ser castigados por terem uma opinião diferente da opinião da administração. Nós achamos, como Comissão de Trabalhadores, que devia ter sido, pelo menos, implementado tudo aquilo que tinha sido decidido para a primeira parte do ano e não castigar os trabalhadores, retirando-lhes o prémio, retirando-lhe 175 euros de prémio, cinco minutos de sobreposição da mudança de turnos, dez minutos de intervalo e mais 25% (pelo trabalho aos sábados) que seriam pagos no âmbito do pré-acordo, e que agora só será pago ao fim de três meses, se a produção atingir os números que a administração pretende", acrescentou.

Na opinião do representante dos trabalhadores da Autoeuropa, a administração da empresa deveria, pelo menos, ter implementado o pré-acordo que tinha negociado com a actual Comissão de Trabalhadores, apesar de o mesmo ter sido rejeitado por larga maioria dos funcionários da fábrica de automóveis de Palmela."

E segundo o membro da Comissão de Trabalhadores a fábrica nunca será deslocada porque é na fábrica de Palmela que está instalada toda a capacidade de tratamento de chapa para todo o Grupo. Se bem percebo mesmo que essa secção da fábrica permaneça  o resto da produção - linhas de produção - poderão ser deslocadas facilmente.

Ficam com o osso e pelos vistos os trabalhadores ficam satisfeitos .