Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Um comboio de mercadorias a que chamam TGV...

Chamam-lhe TGV e os que gostam de ser enganados já andam aí aos gritos. Afinal o TGV...perdemos subsídios, pagamos indemnizações! Não se fala em TGV em parte nenhuma da notícia a não ser no título para chamar a atenção dos papalvos...

Eu nunca ouvi falar em mercadorias serem transportadas em alta velocidade, mas cá no burgo tudo é possível, principalmente quando querem fazer de nós  parvos e nós deixamos.

Aí vão as mercadorias a 300 kms à hora...

PS : leiam aqui no Blasfémias

 

 


O comboio de mercadorias em bitola europeia

Anda aí uma confusão danada e montada por quem adora colocar pedras na engrenagem. Há cerca de um ano os ministros da Economia de Portugal e Espanha acordaram em construir uma linha férrea em bitola europeia . Teríamos o serviço aos portos de Lisboa, Setúbal e Sines que convergiam para uma plataforma logística no Poceirão e a partir daí seguiria a linha férrea de mercadorias. O mesmo se passaria no norte para servir Aveiro, Leixões e Figueira da Foz. É uma solução que serve os dois países pois as exportações pela via rodoviária são mais caras 30%.

Esta solução poderia ficar preparada para mais tarde acomodar um comboio de passageiros de velocidade alta. Ora nada disto tem a ver com o TGV a 300 kms/h, ou com linhas paralelas, ou com estações "obras de arte" em Évora e apeadeiros de 30 em 30 kms.

Esta linha férrea de bitola europeia vai assim ligar-nos, finalmente, ao resto da Europa. É o que está em cima da mesa!

O ministro da Economia e Emprego, Álvaro Santos Pereira, disse hoje que é «essencial» para o governo criar uma linha ferroviária de bitola europeia de modo a tornar mais baratas as exportações de Portugal para o centro da Europa.