Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O comboio atrasou-se

O governo cortou no investimento para assim subir a despesa em salários e pensões. Cortar no investimento paga-se caro. Depois dos atrasos na Saúde, Educação e interior sabemos agora que a ferrovia vai apenas com 15% executado .

Diz o governo que são os projectos e estudos ambientais que estão atrasados. É, e normalmente atrasam-se desta forma escandalosa para esconder a falta de dinheiro. As obras não estão no terreno . O governo deixou o programa de investimento na gaveta.

O Plano de Investimentos em Infraestruturas Ferrovia 2020, apresentado a 12 de fevereiro de 2016 pelo ministro Pedro Marques, prometia um investimento de 2,7 mil milhões na ferrovia e obras em 1193 quilómetros de linhas férreas, incluindo a modernização de alguns corredores já existentes e a construção de novas linhas. Dois anos depois, o plano está praticamente parado.

A notícia é avançada esta terça-feira pelo jornal Público, que dá conta do atual estado de situação: numa altura em que já deveriam estar a ser cumpridas obras em 528 quilómetros da linha, só estão a ser intervencionados 79 quilómetros. As contas são simples: o Governo só tem 15% das obras prometidas em curso.

Mas o ministro andou a fazer foguetório em vários locais anunciando o grande investimento na ferrovia.