Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Nacionalizar, não . Integrar , sim

Andamos às voltas com a CAIXA nacionalizada, nossa, sem saber o que lhe fazer e já os colectivistas querem nacionalizar o Novo Banco. Dizem que a nacionalização é temporária. Pois, sim, se a nacionalização de um banco fosse coisa boa a CAIXA não estaria na situação que está. A política e os negócios de braço dado . Quem recebeu, quem autorizou os empréstimos ? A ideologia não é argumento .

Portugal está a vender um banco e, claro, todos gostaríamos de poder escolher o comprador. Não podemos, os compradores é que decidem se querem aparecer ou não. E não apareceram, a não ser os fundos. É preciso parar as perdas, leia-se, as sucessivas novas necessidades de capital do Novo Banco, não é preciso incorporá-las nas contas do Estado e, sobretudo, dos contribuintes.

Sejamos claros, a melhor solução para o Novo Banco era a integração num terceiro já existente, porque há sinergias, porque há sobrebancarização do país. O contexto e o momento da venda impediram, por exemplo, que o BCP e o BPI levassem a oferta até ao fim, mas daqui por um ano, já poderão estar disponíveis. Por isso, se não houver um acordo agora, é preciso tempo e outro modelo.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.