Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

E se os portugueses da Venezuela regressam ?

Acossados pela fome, pela violência, assassinatos e assaltos, os portugueses que vivem na Venezuela estarão tentados a regressar. São tantos como os habitantes de Lisboa. Quinhentos e cinquenta mil .

É gente com iniciativa, com coragem, voltam para Portugal para trabalhar e manter os seus negócios. Não serão um peso para a Segurança Social, não quererão viver de subsídios. Deste prisma a situação, passado o primeiro choque, até pode ser positivo. Mais gente, mais trabalho, mais capital, mais riqueza.

Era suposto que o governo estivesse atento a esta possibilidade. Mas a verdade é que a situação na Venezuela é tratada com um silêncio tumular. Até os jornais não falam da situação naquele país . O blogue "O Insurgente " já deu conta do silêncio.

Os partidos à esquerda fazem de conta que não percebem e, se falam no assunto, é para dizer que a situação é fruto da contra revolução, do imperialismo . Os da direita andam a contas com o diabo .

Já tivemos os retornados de África que soubemos acolher de braços abertos e conseguimos integrar . Mas durou anos essa ferida aberta .

Parece que perante essa possibilidade o país se agachou em vez de se preparar. Na situação difícil em que o país se encontra e ainda numa fase inicial de retoma da economia na União Europeia, a chegada abrupta de milhares de homens, mulheres e crianças seria um choque profundo nas tão frágeis contas públicas.

Estamos com medo de dizer ao Sr. Nicolas Maduro que não acreditamos nele ? Ou temos medo do " passarinho" do Chavez ? Ou com medo de desgostar PCP, BE e a parte esquerdista do PS ? É que não tenham dúvidas. Logo que cheguem os primeiros retornados venezuelanos os partidos da extrema esquerda vão começar a exigir isto e mais aquilo. De nada vale ao governo meter a cabeça na areia .

enterrar.jpg