Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

As lágrimas não apagam fogos

Fogos teremos sempre mas podemos fazer muito para que não atinjam a dimensão dantesca do desta madrugada . Mas o muito que se pode fazer faz-se no inverno prevenindo .

Desde o tipo de arvoredo até à limpeza das matas. À vigilância, à abertura de acessos e às fontes de água para o combate.

Uma notícia há tempos chamou-me a atenção . Um eucaliptal tinha sido roubado. Isto mostra que foi possível, cortar as árvores, rechegar, carregar em camiões e transportá-las. Ora todas estas operações exigem máquinas pesadas, visíveis, altamente ruidosas mas, no entanto, ninguém deu por nada. Tal é o abandono.

O fogo pode, pois, começar o seu caminho que só será travado quando estiver em pleno desenvolvimento . Na primeira hora avança a 30 kms/hora a partir daí acelera para 100 kms/hora. É por isso que os nossos abnegados bombeiros o esperam à beira da estrada ou junto do edificado. Até lá nada ou pouco há a fazer.

Desta vez um conjunto de circunstâncias excepcionais elevou os prejuízos e as mortes para números impensáveis. Mas o rastilho sempre lá esteve e vai continuar a estar. Tomar medidas corajosas e impopulares é bem mais difícil do que debitar palavras de conforto perante as câmaras de televisão.

Por muito que se chore as lágrimas não apagam fogos.