Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A quadratura do círculo nos argumentos de Sócrates

Já não são só as provas ou indícios de provas. Os factos que aconteceram em várias grandes empresas do estado ou perto dele. Os milhões de euros que circularam entre contas de vários titulares próximos do antigo primeiro ministro. Das malas e dos envelopes com dinheiro vivo. Da vida faustosa do próprio e de pessoas próximas. O que mais impressiona são os argumentos de José Sócrates.

Tudo não passa de uma campanha do Ministério Público e das dezenas de juízes que aceitaram as provas como credíveis, para impedirem que José Sócrates concorresse às eleições presidenciais e a vitória do PS nas legislativas.

Quer dizer dezenas de agentes do ministério público e juízes de tribunais nos vários degraus da Justiça, possuídos de evidente sanha persecutória, lançam-se a milhares de documentos, fazem dezenas de investigações em habitações e escritórios de bancos e empresas, prendem pessoas, constituem quinze (15?) arguidos com vários graus de limitação das liberdades cívicas, única e exclusivamente, para fazerem a vida negra a um ex-primeiro-ministro.

Como habitualmente vi a Quadratura do Círculo na SICN e, a forma seca, desdenhosa até, como  os membros do painel se pronunciam sobre os argumentos de José Sócrates é arrasadora. Não é a primeira vez e trata-se de gente que ocupava( ocupa) espaços de poder onde a informação chega naturalmente.