Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Há a mentira e a mentira estatística

Nesta opinião o autor alicerça-se numa "mentira estatística". "Nuno Crato, nesta entrevista, omite que Portugal fez nas últimas décadas decisivos avanços em todos os sectores da Educação como é demonstrado por estudos transnacionais como o PISA."

Quanto aos "decisivos avanços" a verdade é que a educação em Portugal continua na cauda dos países desenvolvidos (segundo o PISA). E quando se parte de cá de muito baixo, qualquer melhoria é um grande salto estatístico. É como dois amigos que jantam juntos um frango. Um deles que sempre comeu o frango todo (100%) decidiu dar metade ao amigo. O avanço foi enorme (50%). Mas entretanto, nos outros países, há muito que se deixou de comer frango e come-se bife do lombo. Aqui já não há significativos avanços de escala. Há melhorias de qualidade e já se come com toalhas e guardanapos.

Na Suécia, no Reino Unido, na Holanda, nos Estados Unidos, na Finlândia, na Alemanha...há escolas autónomas entregues aos professores e aos pais; há liberdade de escolha pelas famílias ; há avaliação assente no mérito e, claro, estão há muitos anos no topo das melhores escolas de todo o mundo (PISA).

Para se ver estas escolas é preciso olhar em frente. Olhar pelo rectrovisor é ver , por exemplo, o abandono escolar português que é dos maiores entre os países desenvolvidos (PISA). E ver as más escolas públicas ( a maioria ) cheias de alunos pobres!

4 comentários

Comentar post